terça-feira, 17 de outubro de 2017

Drag queen de 8 anos incita crianças a abandonarem seus pais,“Se seus pais não deixam você ser drag, busque novos pais”



.

Iniciativa é uma leve ideia de como será o mundo da ideologia de gênero, quando for finalmente implantado ‘o ideal de que não existe nada que seja só de menino ou só de menina’

Com a imposição da agenda LGBT pelo mundo, as crianças tem sido fortemente aliciadas pela distorção da essência humana.

Duas crianças estão repercutindo nas redes sociais pelo envolvimento no universo gay. Meninos de 8 anos ganharam espaço com performances drag queens e chocaram pais em diversos continentes pela desenvoltura e apoio dos familiares com a precoce e inconsciente decisão pelo universo do transformismo.

Amparados por transformistas de carreira, os meninos estão aprendendo os trejeitos, a linguagem e manias que permeiam a comunidade de drag queens.
Seres da noite, as crianças também circulam nas boates altas horas da madrugada e são apresentadas como atrações principais e ganham espaço televisivo de programas em emissoras que os colocam sob os holofotes para uma fama repentina, passageira e com crescimento baseado no contraditório à sociedade.


“Se seus pais não deixam você ser drag, busque novos pais”

 Com o consentimento dos pais, Nemis Quinn Mélançon-Golden se maquia desde os 2 aninhos de idade e, aos oito, atua como drag queen e usa o nome artístico “Lactatia”. Participando de um dos programas de maior audiência norte-americano, a criança dividiu o palco com a mais famosa transformista canadense ‘Bianca Del Rio’ que disse à criança ‘montada’ que ela era adorável e usou diversos palavrões em sua conversa com o garoto.

Em um vídeo lançado pelo programa “LGBT in the City” em junho deste ano, que já tem mais de um milhão de visualizações no Facebook e mais de 200.000 visualizações no YouTube, Nemis usa sua projeção para realizar declarações
polêmicas e disseminar a ideologia de gênero entre as crianças.

“Qualquer um pode fazer o que quer na vida”, afirmou. “Não importa o que alguém pensa. Se você quer ser uma drag queen e seus pais não o deixam, você precisa de novos pais.


“Estou fazendo o que é certo como mãe”
Sem pai e como única referência pessoal feminina vinda de sua mãe, o pequeno Ethan Willwert, de 8 naos, depois que pediu aos três aninhos para ser maquiado igual a mãe, ela entendeu que a vocação do filho era ser maquiador.

“Ele gostava de me ver arrumada e perguntava se podia usar também. Ele é uma criança muito artística que gosta de se expressar criativamente”, afirmou a mãe
Season Willwert.

video

“Ele está apenas explorando e sendo criança. Fazer julgamentos e manter a mente fechada sobre essas questões não apenas é prejudicial para as crianças, como também inibe a liberdade de autoexpressão delas, impedindo que usufruam de suas identidades verdadeiras”, disse.

E finalizou dizendo que não se lembra da última vez que viu o filho tão feliz ou
confiante em si mesmo. “Este é um momento crucial no desenvolvimento dele e eu sei que ao deixá-lo ser apenas Ethan, independente do que os outros possam pensar, estou fazendo algo certo como mãe”, afirmou.

Aos oito anos, Ethan mantém canais na internet onde realiza tutoriais de maquiagem para a comunidade LGBT.

video

Estamos vendo – verdadeiramente, mesmo diante de nossos olhos – um declínio moral como nunca tínhamos testemunhado, uma mentalidade demente que chama o errado de certo e o certo de errado.

Algumas famílias já estão vivendo este pesadelo dentro de seus próprios lares, suplantando a realidade do ser por um desejo irrefreável de liberdade. O caso de Nemis não é único, mas constitui um emblema da crise educacional por que passamos: ao invés de realmente formarmos os nossos filhos, são eles quem devem, agora, “descobrir” o que querem ser; ao invés de colocarmos limites às suas pretensões — não porque sejamos “carrascos autoritários”, mas porque o mundo real o exige —, fazemos de conta que não existe nada de errado com o mundo, que está tudo bem, que “todos podem fazer o que quiser da vida”.

O problema é que, embora sejamos “livres” para escolher o que fazer de nossos corpos — e de nossos filhos —, as consequências de nossas opções inevitavelmente se seguem, ainda que não as queiramos.

“Poderíamos imaginar crianças brincando na planície de um topo relvoso de alguma ilha elevada no meio do mar”, diria G. K. Chesterton. “Contanto que houvesse um muro em volta do precipício, elas poderiam entregar-se ao jogo frenético e transformar o lugar na mais barulhenta creche. Mas os muros foram derrubados, deixando desguarnecido o perigo do precipício.”

Mais informações

segunda-feira, 31 de julho de 2017

DENÚNCIA: Desenho pornográfico "Festa da Salsicha" é transmitido à tarde para crianças em canal de TV

Desenho com cenas de sexo explícito e violência extrema, a "Festa da Salsicha" passou a ser transmitida à tarde, podendo ser assistida por crianças de todas as idades.



A mídia responsável pela transmissão é o canal HBO. Se trata de um canal de televisão por assinatura norte-americano, de propriedade da Time Warner, especializado em filmes e séries, sendo um dos mais famosos e contratados por usuários da TV "fechada".

O desenho foi lançado no cinema como uma "animação para adultos" em 15 de setembro de 2016. Na ocasião, o portal especializado em crítica de cinema, "Adorocinema", fez a seguinte observação acerca do filme, considerando-o "pesadíssimo":

"Crianças são comidas, peles retiradas, membros decepados, famílias separadas, sonhos destruídos. Que filme de terror é esse? Festa da Salsicha. Um desenho? Sim, uma animação em que todo mundo morre."

Um mês após o lançamento do filme, o portal de notícias G1 também fez uma matéria, embora dúbia, mas onde reconhece o teor pornográfico e depreciativo do filme:

"O filme começa com trocadilhos infames, do tipo 'meter minha salsicha no seu pão', e evolui para algo esperto e elaborado, indicado a qualquer pessoa (maior de idade, que fique claro) com estômago forte para humor boca-suja.", descreveu a matéria.

Como se não bastasse, o desenho "Festa da Salsicha" passou a ser transmitido livremente durante a tarde no canal HBO Max, podendo ser visto por crianças de todas as idades. Antes de publicar a matéria, fizemos a confirmação da transmissão diretamente no canal. Abaixo, segue o print da programação com os respectivos horários e datas:

Observe que o canal informa a classificação indicativa, colocando como "censura" de 16 anos. Todavia, o fato é que isso passa completamente despercebido aos olhos de muitos pais, porque não esperam que tal conteúdo seja transmitido no período da tarde, especialmente na forma de desenho.

Ou seja, o simples fato de ser um desenho animado transmitido no período da tarde, faz parecer que se trata de algo completamente inofensivo, quando na realidade não é. Muitos pais e mães são pegos de surpresa por acreditarem que um desenho sobre uma "salsicha herói" transmitido nesse horário não possui qualquer conteúdo impróprio.

Vale ressaltar que até mesmo a classificação de 16 anos pode ser considerada imprópria, devido ao caráter essencialmente pornográfico do conteúdo.

As primeiras denúncias começaram a aparecer em grupos de pais preocupados com o que seus filhos veem na TV, algo cada vez mais comum e preocupante atualmente. Veja abaixo algumas cenas do filme e tire suas próprias conclusões:
video


"Festa da Salsicha" é uma transmissão maliciosa que engana os pais por ser um "desenho adulto" transmitido no mesmo horário dos desenhos infantis


Não sabemos até que ponto a malícia dos responsáveis pelo canal HBO/Max tem a ver com essa transmissão, mas é difícil acreditar que não existe a intenção de tornar esse conteúdo acessível para o público infantil de forma indiscriminada, visto que o horário da transmissão é o mais comum para o público infantil e já está tipicamente associado à outros desenhos.

Pense bem, quantos adultos assistem desenhos à tarde? São crianças que assistem! Na prática, os pais desavisados que procuram um filme e por acaso veem o desenho "Festa da Salsicha" passando na HBO Max nesse horário, vão naturalmente imaginar que se trata de algo inofensivo, o que não é.

Felizmente, você telespectador que não concorda com essa programação pode contribuir para que esse e outros conteúdos semelhantes sejam retirados da TV ou transmitidos rigorosamente apenas em horários apropriados. Para isso, manifeste sua opinião enviando emails ao canal e a sua operadora de TV, repudiando a programação, ameaçando banir da sua grade de canais ou mesmo cancelar o pacote de assinatura contratado.

Veja também esse trailer:



Não adianta se indignar e fechar os olhos. Infelizmente esse é o contexto de confusão cultural que vivemos. O que antes seria fácil identificar como impróprio, hoje é transmitido em horário nobre e muitas vezes até em canais ditos "infantis". Todavia, você decide o que entra e sai da sua casa, da mente e educação dos seus filhos(as). Ainda é você a pessoa responsável pela mais importante classificação indicativa da sua casa: seus valores.

Finalmente, a intenção de conteúdos como a "Festa da Salsicha" vai muito além de ser algo voltado para adultos. Toda produção, os elementos gráficos, são apelativamente infantis. Personagens, cores, músicas, os cenários, tudo foi pensado para se comunicar psicologicamente com o universo infantil de fantasia das crianças. Adultos não são impactados por isso, mas as crianças SIM!

Portanto, tenha muita atenção e critérios ao selecionar os canais, filmes e desenhos que seus filhos veem. Não é uma tarefa fácil, mas certamente é um dever indispensável que vai te ajudar a economizar muita dor de cabeça no futuro.

Mais informações

sábado, 29 de julho de 2017

[ VIDEO ] Lula é chamado de ladrão por multidão durante comício no Rio Grande

O ex-presidente Lula passou por maus bocados durante sua visita ao Pólo Naval de Rio Grande, município do litoral sul do estado do Rio Grande do Sul.



Por mais que os organizadores do evento tenham se esforçado para concentrar militantes, sindicalistas e ativistas de esquerda nas proximidades do palanque, a blindagem não foi suficiente para conter manifestantes anti-Lula e anti-PT; Aos gritos de "Lula, ladrão, Moro te espera", uma multidão composta por moradores locais fez valer o seu recado ao petista neste sábado, durante ato em defesa da indústria naval do Rio Grande, organizado por sindicatos controlados pelo PT.
Além dos gritos de "Fora Ladrão", um avião com uma faixa com os dizeres "Lula, Moro te espera" sobrevoou o local no momento em que Lula discursava.
Seguranças de Lula tentaram inibir os manifestantes, mas recuaram diante do receio de atrair ainda mais pessoas contrárias ao PT de Lula e Dilma para o local. Muitos dos que ofendiam o ex-presidente eram funcionários demitidos da indústria naval local."Eu perdi meu emprego por causa desses F*D*P* que roubaram a Petrobras até dizer chega", reclamou um dos manifestantes que ostentava um cartaz com os dizeres "fora ladrão". Cerca de 17 mil vagas foram fechadas na indústria local ainda durante o governo Dilma, quando surgiram os primeiros escândalos envolvendo desvios do PT na Petrobras

Mais informações

Estuprador é pego em flagrante tentando abusar de criança de 3 anos de idade

Estuprador é preso em flagrante perto de consumar o ato em uma criança de 3 anos. O que um cara desse merece na sua opinião?


Mais informações